terça-feira, 29 de novembro de 2011

Silenciosamente


Aqui vai mais uma canção para você
Lembrar do quanto já viveu
Sorrir de tudo o que passou
Por nós Deus quer é muito mais

Junte aqui seu peito no meu
Que vamos dançar até o amanhã
Eu que já tentei te esquecer
E vi que não dá pra viver sem a tua gargalhada

Você conhece os ditados que me guiam
Perto ou longe sempre há um caminho
e a seguir sempre existe um por do sol
Pra nós o infinito é logo ali

Veja só a cidade debaixo dos meus pés
A brisa traz os teus pensamentos até aqui
Não é que não somos tão diferentes
E nem tão parecidos assim?

Ainda assim me diz quem é que não sabe?
Até mesmo o vizinho acha graça
O mundo prende a respiração
Quando você pega na minha mão

De olhos fechados canto ao pé do teu ouvido
Essa canção que guardo em silêncio comigo

Leila Monteiro de Castro

2 comentários:

O Canto do Lagarto disse...

Muito bonita a música ^^ Realmente acertei na palavra que define você, o leque. Abraços e boa semana ^^

Pablo disse...

Menina... muito bonito isso!!!!!!!!!

Postar um comentário