quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O que metia medo na infância #6 [Pó da Mariposa]



Quem nunca ouviu sobre o pó da mariposa (ou da borboleta)?

Minha mãe sempre dizia que era pra tomar cuidado, se pegasse na mariposa ela soltava um pó que cegava. Eu morria de medo disso, e quando a mariposa voava a metros de distância de mim, já fechava os olhos só pra garantir... Vai que bate um vento... :S

Afinal, o medo da mariposa tem cabimento? Ou essa é mais uma das "lendas" que nos contam quando somos crianças?



Comecei a pesquisar sobre o assunto e descobri que esse papo todo de pó de mariposa não é só conversa de mãe. Existem, sim, riscos que o pó da mariposa traz a nossa saúde.

Algumas espécies de mariposa possuem uma substância chamada Cantaridina. Em contato com a pele podem causar dermatites pelo corpo, manifestadas na forma de vermelhidão, erupções e irritação. Os maiores cuidados devem ser com os olhos. Quando a mariposa bate as asas esse pó é liberado. Quando atinge os olhos pode gerar inflamações. Recomenda-se o uso de chapéu ou óculos para evitar o contato com as mariposas quando em regiões onde existam em grande número.



Além disso, há uma espécie em particular, a Hylesia Paulex (foto acima), que possui diversas cerdas em seu abdome, utilizadas para proteger sua cria dos predadores. Quando estas cerdas entram em contato com a pele podem causar uma doença chamada Dermatite Papulopruriginosa.
Há ainda uma série de dermatites que podem ser causadas por espécies de lagartas.

E quanto a borboleta?

"É seguro tocar uma lagarta ou borboleta?
Algumas lagartas são recobertas por pêlos urticantes que podem causar desde um ligeiro desconforto até queimaduras leves. A maioria das lagartas são inofensivas. Crisálidas e borboletas são extremamente delicadas e podem ser danificadas facilmente, mas são inofensivas ao toque. As asas das borboletas são recobertas por escamas. Essas escamas se soltam formando pó, que pode irritar os olhos como qualquer tipo de poeira.
A melhor forma de aprender sobre os insetos é observá-los em seu ambiente natural."

O que fazer se a pele apresentar estes sintomas após o contato com o inseto?
O recomendado é colocar compressas de água fria e procurar um médico.


Portanto, continuem tomando cuidado com as mariposas...


Referências:
http://www.zoo.df.gov.br/005/00502001.asp?ttCD_CHAVE=12566
http://www.gazetadopovo.com.br/verao/conteudo.phtml?id=1080314
http://www.ivb.rj.gov.br/palestras/manu_peconhentos.pdf
http://www.samuelmoreira.com.br/meu-dia-a-dia/alerta-a-populacao-mariposa-noturna-pode-causar-dermatite

0 comentários:

Postar um comentário